Iracema.

Iracema de Carvalho Araújo foi vítima de tortura no período da ditadura militar que operou no Brasil entre 1964 e 1985. Iracema tinha por volta de 10 anos quando foi capturada, junto com sua mãe, e nunca mais a viu. Ela se considera uma órfã da ditadura. Em 31 de março de 2019, o presidente eleito Jair Bolsonaro tinha intenções de comemorar o aniversário de 55 anos do golpe militar.

Link para a matéria: Brazil’s President Tells Armed Forces to Commemorate Military Coup

São Paulo, Brasil - 28 de março de 2019.
Maíra Erlich para The New York Times.